Inscreva-se para a Aula Pública sobre legalização do aborto no Brasil

Inscreva-se para a Aula Pública sobre legalização do aborto no Brasil

  • Facebook
  • Twitter

Iniciativa do Setorial de Mulheres da CSP-Conlutas é aberta ao público e acontecerá no dia 8/10

O Setorial de Mulheres da CSP-Conlutas abre inscrições para a Aula Pública “Pela vida das mulheres, porque precisamos legalizar o aborto no Brasil”, que acontecerá em formato virtual, com espaço aberto para a participação de todes interessades.

A atividade acontecerá em 8 de Outubro. A data foi atualizada para que fosse possível garantir a presença de importantes ativistas, especialistas e representantes para abordar o assunto. A atividade será dividida em blocos temáticos, com tempo previsto de duração das 14 às 20h.

Para participar, preencha o formulário na seguinte página: Aula Pública - Setorial de Mulheres.

Por que faremos esse evento?
A ação do Setorial visa reunir especialistas das áreas da saúde, do jurídico, representações de trabalhadoras e trabalhadores, de movimentos de luta contra opressões, parlamentares e representações partidárias, e tem como objetivo discutir o tema em defesa da vida e dos direitos das mulheres.

Será uma oportunidade de, a partir da contribuição desses especialista, apresentar um panorama do aborto no Brasil e no Mundo, quais os obstáculos enfrentados, a criminalização, os perfis de quem aborta e outros indicadores.

Por que é preciso falar sobre o assunto?
Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), entre 2010 e 2014, cerca de 55 milhões de abortos ocorreram no mundo, sendo que 45% destes foram inseguros. Em decorrência desses procedimentos, uma média de 800 mulheres morrem diariamente.

Na América Latina, são feitos mais de 4 milhões de abortos por ano, sendo 95% considerados inseguros, e, no Brasil, cerca de 800 mil mulheres interrompem a gravidez anualmente.

Essa realidade tem outro dado alarmante. No Brasil, a cada hora, quatro meninas de até 13 anos são estupradas, segundo o Anuário Brasileiro de Segurança Pública de 2019. Em média, são realizadas seis internações diárias por aborto, envolvendo meninas de 10 a 14 anos que engravidaram após serem estupradas.

Isso tudo enquanto as mulheres são submetidas aos diversos ataques das instituições do Estado. Um dos casos mais atuais é a cartilha mentirosa publicada pelo Ministério da Saúde do governo Bolsonaro que afirma não existir aborto legal no país e orienta que os casos que constem sejam comprovados após investigação policial.

Por isso em nossa programação de aula discutiremos sobre os retrocessos e as ameaças ao direito do aborto legal e quais são os projetos de lei em tramitação no Brasil.

O aborto no contexto geral da saúde da mulher, a violência de gênero, cultura do estupro, e violência sexual também serão abordados.

Luta de trabalhadores e trabalhadoras
Como o Setorial de Mulheres da Central destacou em uma avaliação recente para a Reunião da Coordenação Nacional da CSP-Conlutas, existe um debate de classe embutido nas questões do corpo das mulheres. Em pesquisa feita pela revista Exame, no mês de Abril desse ano, 55% das pessoas se colocaram contra a descriminalização do aborto, sendo que 72% na classe C e 68% nas classes D e E, ou seja a população que recebe até 3 salários mínimos se colocou contrária ao aborto legal.

E exatamente por essa característica é que parte do dia será dedicado a uma conversa sobre a importância do movimento sindical e popular assumir a luta junto às mulheres, em campanhas pela legalização do aborto e na reflexão e construção de métodos de luta em defesa desses setores mais vulneráveis. Mais sobre isso, expusemos na Cartilha "É pela vida das mulheres - Legalização do Aborto, Já! (Educação sexual e contraceptivos para decidir! Aborto legal e seguro para não morrer)" da Central, que está disponível em PDF [AQUI]

É pela vida das mulheres!
A CSP-Conlutas defende a legalização do aborto para salvar vidas e políticas de saúde pública que atendam as mulheres e que essas tenham o direito de decidir sobre seus próprios corpos e sobre exercer ou não a maternidade!

Educação sexual e contraceptivos para decidir! Aborto legal e seguro para não morrer! É pela vida das mulheres!

Anote na agenda!

Aula Pública “Pela vida das mulheres, porque precisamos legalizar o aborto no Brasil”

Data: 8 de Outubro

Horário: 14h às 20h

Local: Online, com transmissão nas redes sociais e participação via zoom (faça sua inscrição aqui)

 

Rua Boa Vista, 76 – 11° andar CEP: 01014-000 - Centro - São Paulo/SP
Telefone: (11) 3107-7984 - secretaria@cspconlutas.org.br
© CSP-Conlutas - Todos os direitos Reservados.

  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Instagram
  • Flickr
  • WhatsApp