Empresários suspeitos de financiar atos golpistas têm contas bloqueadas

Empresários suspeitos de financiar atos golpistas têm contas bloqueadas

  • Facebook
  • Twitter

Medida foi determinada pelo ministro do STF Alexandre de Moraes no último sábado e divulgada nesta quinta (17)

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou o bloqueio de contas bancárias de 43 pessoas físicas e jurídicas suspeitas de financiar os atos antidemocráticos que vem sendo realizados por manifestantes bolsonaristas e de extrema direita, que não aceitam o resultado da eleição presidencial de outubro. 

A decisão, tomada em um processo sob sigilo, foi assinada no sábado (12) e foi divulgada pelo portal UOL, nesta quinta-feira (17). As pessoas atingidas estão, segundo o processo, envolvidas no bloqueio de estradas e na realização de manifestações em frente aos quartéis-generais do Exército, pedindo intervenção militar no país, o que é crime, conforme o Código Penal brasileiro.

Moraes determinou ainda que a Polícia Federal colha o depoimento de todos os afetados pela decisão.

Na decisão, o ministro destaca que “verifica-se o abuso reiterado do direito de reunião, direcionado, ilícita e criminosamente, para propagar o descumprimento e desrespeito ao resultado do pleito eleitoral para Presidente e vice-presidente da República, cujo resultado foi proclamado pelo Tribunal Superior Eleitoral em 30/10/2022, com consequente rompimento do Estado Democrático de Direito e a instalação de um regime de exceção”.

O ministro afirma que “o deslocamento inautêntico e coordenado de caminhões para Brasília/DF, para ilícita reunião no Quartel General do Exército, com fins de rompimento da ordem constitucional - inclusive com pedidos de intervenção federal”, pode ser enquadrado no crime de abolição violenta do Estado Democrático de Direito, previsto no artigo 359-L do Código Penal.

Informações passadas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) ao Supremo dão conta de que os atos golpistas estão sendo financiados por empresários, com fornecimento de refeições, banheiros, barracas e caminhões, entre outras estruturas de apoio.

Procuradores do Ministério Público também identificaram os financiamentos ilegais (leia: Atos antidemocráticos são chefiados e financiados por empresários, diz MP

A decisão tomada nesta quinta-feira tem o objetivo de “garantir direitos fundamentais e evitar a influência econômica na propagação de ideias e ações antidemocráticas”, escreveu o ministro.

A CSP-Conlutas repudiou os bloqueios e atos antidemocráticos, bem como os atos antidemocráticos em frente aos quartéis. Desde as Centrais Sindicais e movimentos sociais, é preciso tomar iniciativas coordenadas que permitam apoiar e organizar a luta em defesa do resultado das urnas e do direito à autodefesa da classe trabalhadora, das lideranças e movimentos sociais, contra a violência da ultradireita e qualquer ataque às liberdades democráticas.

Atos antidemocráticos e com pedido de golpe militar é crime! Que todos os envolvidos sejam responsabilizados e punidos. Ditadura nunca mais!

 

Confira quem são os 43 suspeitos de financiar atos antidemocráticos, segundo o UOL:

1 - Agritex Comercial Agricola Ltda

2 - Agrosyn Comercio E Rep. De Insumos Agric

3 - Airton Willers

4 - Alexandro Lermen

5 - Argino Bedin

6 - Arraia Transportes Ltda

7 - Assis Claudio Tirloni

8 - Banco Rodobens S.A

9 - Berrante De Ouro Transportes Ltda

10 - Cairo Garcia Pereira

11 - Carrocerias Nova Prata Ltda

12 - Castro Mendes Fabrica De Pecas Agricolas

13 - Ceramica Nova Bela Vista Ltda

14 - Comando Diesel Transp E Logistica Ltda

15 - Dalila Lermen Eireli

16 - Diomar Pedrassani

17 - Drelafe Transportes De Carga Ltda

18 - Edilson Antonio Piaia

19 - Fermap Transportes Ltda

20 - Fuhr Transportes Eireli

21 - Gape Servicos De Transportes Ltda

22 - J R Novello

23 - Kadre Artefatos De Concreto E Construcao

24 - Knc Materiais De Construcao Ltda

25 - Leonardo Antonio Navarini & Cia Ltda;

26 - Llg Transportadora Ltda

27 - M R Rodo Iguacu Transportes Eireli

28 - Muriana Transportes Ltda

29 - Mz Transportes De Cargas Ltda

30 - P A Rezende E Cia Ltda

31 - Potrich Transportes - Ltda

32 - Rafael Bedin

33 - Roberta Bedin

34 - Sergio Bedin

35 - Sinar Costa Beber

36 - Sipal Industria E Comercio Ltda

37 - Tirloni E Tirloni Ltda-Me

38 - Transportadora Adrij Ltda Me

39 -Transportadora Chico Ltda

40 - Transportadora Lermen Ltda - Epp

41 - Transportadora Rovaris Ltda

42 - Trr Rio Bonito T.R.R. Petr.Ltda

43 – Vaspe Transporte Ltda

 

Com informações: UOL e Agência Brasil

Rua Boa Vista, 76 – 11° andar CEP: 01014-000 - Centro - São Paulo/SP
Telefone: (11) 3107-7984 - secretaria@cspconlutas.org.br
© CSP-Conlutas - Todos os direitos Reservados.

  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Instagram
  • Flickr
  • WhatsApp