Gustavo Petro e Francia Marquez vencem eleições na Colômbia

Gustavo Petro e Francia Marquez vencem eleições na Colômbia

Com promessas de desenvolver capitalismo, caberá à classe trabalhadora lutar por demandas sociais

  • Facebook
  • Twitter

Por: Redação

O candidato de esquerda Gustavo Petro venceu as eleições realizadas na Colômbia em 19 de junho. Com 50,4% dos votos contra os 47% do candidato de direita Rodolfo Hernandez, elegeu como vice a ativista negra Francia Marquez.

Petro prometeu "derrubar este regime corrupto e remover do poder o bandido e o assassino" em referência ao movimento de extrema-direita chamado "uribismo", ligado às milícias violentas e ao tráfico de drogas.

A maioria dos sindicatos e movimentos populares colombianos apoiaram Petro para evitar que Hernandez cheguasse ao poder com seu projeto autoritário. O candidato de direita fez um discurso contra a corrupção e contra o sistema, apesar de ser um capitalista ganancioso no setor da construção civil. Nos seus planos de governo, pretendia retirar direitos dos trabalhadores, das mulheres e dos imigrantes.

Ao longo da campanha eleitoral, Petro defendeu as reivindicações populares, mas sinalizou um compromisso com os capitalistas.

Em seu primeiro discurso após sua eleição, Petro pediu à Procuradoria Geral da República que libertasse os milhares de jovens presos em razão dos protestos populares de 2021. Ao mesmo tempo, ele se comprometeu a "desenvolver o capitalismo na Colômbia".

As alianças de Petro com os setores capitalistas são obstáculos para atender às demandas populares.

Caberá à classe trabalhadora, aos povos nativos e à juventude enfrentar as demandas populares que motivaram os protestos de 2021. 

Rua Boa Vista, 76 – 11° andar CEP: 01014-000 - Centro - São Paulo/SP
Telefone: (11) 3107-7984 - secretaria@cspconlutas.org.br
© CSP-Conlutas - Todos os direitos Reservados.

  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Instagram
  • Flickr
  • WhatsApp