​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​
Nota

Repúdio à tentativa de golpe nas eleições da APP- Sindicato

27/09/2011


Com esta carta tornamos público e pedimos o apoio de todos os sindicatos e organizações políticas dos trabalhadores contra a tentativa de golpe nas eleições da APP – Sindicato (sindicato que representa os funcionários e professores da educação estadual). O grupo que dirige a maioria dos núcleos regionais e também o sindicato estadual há quase 20 anos, influenciado majoritariamente pela política da corrente DS-PT (Democracia Socialista), armou um golpe contra o resultado das urnas no núcleo regional de Toledo, que deu a vitória para a chapa da Oposição APP de Luta e Pela Base.

 

 

No último dia 22 de setembro, ocorreram as eleições sindicais que elegeram as novas diretorias regionais e também a nova direção estadual desta entidade para os próximos três anos. A Oposição, composta por ativistas que se organizam na CSP-Conlutas e na INTERSINDICAL, disputou as eleições em três núcleos regionais, Maringá, Toledo e Curitiba Norte e também na chapa para direção estadual do sindicato.

 

 

O processo eleitoral foi controlado de maneira antidemocrática pelo grupo ligado à DS-PT, que fez o que quis durante as eleições. Pela primeira vez, uma eleição sindical aconteceu via Internet, através de um programa elaborado pelo setor de Tecnologia da Informação do próprio sindicato. Os sindicalizados votaram via escolas por um site absolutamente duvidoso, por isso, de maneira espontânea muitos educadores exigiram votar em cédula de papel e solicitaram em ata a desconfiança deste sistema. A Oposição não teve garantia técnica da segurança democrática do processo e, por isso, não depositou confiança alguma neste método de eleição que aqui denunciamos. Não podemos deixar que isto venha se tornar uma prática nacional dos setores cutistas que defendem os interesses do governo nas organizações da classe trabalhadora.

Dos 29 núcleos regionais, o grupo governista, foi derrotado por chapas regionais de esquerda apenas em Toledo e Foz do Iguaçu. É estranho e ao mesmo tempo descarado o pedido de recontagem de votos no núcleo regional de Toledo. Pior, isso após todas as chapas, no dia 23 de setembro, terem lavrado ata reconhecendo a vitória da Chapa 2 APP de Luta e Pela Base sem nenhuma questionamento, sequer da Comissão Eleitoral Regional.

 

 

REPETIMOS! Soa estranho o pedido de recontagem de votos, após todo o material eleitoral ter ficado quatro dias sob a guarda do grupo ligado a CUT, e também durante o transporte deste material de Toledo até Curitiba. Somente na segunda feira, dia 26 de setembro, após quatro dias do término das eleições, a Comissão Eleitoral Estadual decidiu fazer a recontagem dos votos, mesmo após todas as chapas e a própria Comissão Eleitoral Regional de Toledo terem reconhecido em ata e sem contestação a vitória da Chapa da Oposição no dia 23 de setembro.

 

 

Pedimos a todos os sindicatos, oposições, movimentos e organizações políticas que defendem a democracia dos trabalhadores que enviem nota de repúdio a esta tentativa de golpe contra uma vitória legítima da oposição. O e-mail é imprensa@app.com.br.

Nota da Oposição APP de Luta e Pela Base.

 

 

Curitiba, 27 de setembro de 201.